Geral 30/11/2017 - 10:49 - Arlete Carvalho

FPE do Tocantins em 2017 manifesta uma retração de R$ 160 milhões em relação a 2016

FPE é a principal fonte de receita do Tocantins FPE é a principal fonte de receita do Tocantins - Astep

O Governo do Tocantins vem com dificuldades em fechar suas contas e os cálculos ficam mais apertados quando o Governo Federal anuncia mais cortes nos repasses do Fundo de Participação dos Estados (FPE), a principal fonte de receita do Estado. O previsto para o exercício deste ano será inferior ao realizado no ano passado. Em números, isto significa R$ 160,93 milhões de perdas.

Nos repasses planejados para 2017, o Estado teria uma receita de FPE R$ 3,68 bilhões, agora em novembro este valor foi revisto para baixo, ficando em R$ 3,55 bilhões, ou seja, R$ 132.54 milhões a menos.

Mesmo estando com a arrecadação própria crescendo, os números não apresentam saldo que possa suprir à queda do FPE. E o problema maior é que, a cada mês, as despesas são sempre maiores que as receitas. “Não tem com tirar um número maior de um menor sem o resultado ficar negativo”, o secretário da Fazenda Paulo Antenor lembra a velha máxima matemática para ressaltar que o equilíbrio fiscal somente será possível quando todas as unidades do governo estiverem trabalhando com a mesma matriz de ações planejadas e controle de receitas e despesas.

Compartilhe esta notícia