Planejamento 29/11/2019 - 12:27 - Arlete Carvalho

Governo do Tocantins pode fazer economia média de 30% na compra de medicamentos

Secretário da Fazenda e Planejamento Sandro Henrique Armando participou das decisões do Conselho Secretário da Fazenda e Planejamento Sandro Henrique Armando participou das decisões do Conselho - - Foto Divulgação

           O Governo do Tocantins deve fazer uma economia de, aproximadamente, 30% na compra de medicamentos. Isso é fruto da participação do Estado no Consórcio Brasil Central (BrC) - uma autarquia pública composta pelo Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Tocantins com o objetivo é promover o desenvolvimento econômico e social por meio de planejamento estratégico de ações continuadas em diferentes frentes. A aquisição de remédios a preços menores faz parte do projeto Compras Compartilhadas, que teve o seu primeiro edital lançado durante reunião do Conselho de Administração do Consórcio Brasil Central realiada na última quinta-feira, 28, em São Luiz, capital do Maranhão. Representaram o Tocantins nessa reunião o secretário da Fazenda e Planejamento Sandro Henrique Armando e o superintendente de Orçamento Davi Torres.

            O edital da primeira compra conjunta de 103 tipos de medicamentos para os estados participantes do BrC, ao custo de R$ 169 milhões, foi publicado no diário oficial da União, edição desta sexta, dia 29. A licitação na modalidade Pregão acontecerá em dezembro e a entrega dos produtos no ínicio de fevereiro de 2020.

            Além do projeto Compras Compartilhadas, no Maranhão, o Conselho de Administração também autorizou o Brc Global, projeto que prevê parcerias com a Câmara de Comércio Indústria Luso-Brasileira, com o grupo de Líderes Empresariais - Lide China, e com a Embaixada da Espanha. Como destaque, o projeto visa reuniões e rodadas de negócios com empresários com os stakeholders dos mercados estrangeiros.

Potencial

           Juntas as Unidades reunidas no BrC, concentram população de 26,2 milhões de habitantes e ocupam 28,8% do território nacional. No Congresso Nacional conta com uma bancada de 21 senadores e 75 deputados federais. No âmbito das áreas de atuação existem 6 projetos em franco desenvolvimento e que serão entregues ainda este ano.

             A dinâmica de atuação aponta para compartilhar soluções e desenvolver ações conjuntas, reduzindo custos na solução de problemas e elevando a competitividade regional. Atualmente 7 projetos estão em desenvolvimento: compras compartilhadas de medicamentos, turismo integrado, logística/infraestrutura, mercado comum, fomento ao desenvolvimento rural e agronegócio, diversificação da pauta exportadora, aliança municipal pela competitividade. (Com informações da Ascom/Consórcio BrC)