Fazenda 10/05/2019 - 18:38 - Marinalva Cavalcante

Educação Fiscal no currículo escolar é tema de oficina em Workshop

A ideia é promover a Educação Fiscal em todo o estado A ideia é promover a Educação Fiscal em todo o estado - Élcio Dias
Para Lucina a proposta da oficina é trazer a Educação Fiscal dentro do contexto dos temas contemporâneos transversais Para Lucina a proposta da oficina é trazer a Educação Fiscal dentro do contexto dos temas contemporâneos transversais - Élcio Dias
A troca de experiências facilita o processo educacional A troca de experiências facilita o processo educacional - Élcio Dias

Na tarde desta sexta, 10, os professores da rede municipal de Gurupi tiveram a oportunidade de participar da oficina ‘Educação Fiscal no currículo escola’, promovida pela técnica do Ministério da Educação e Cultura – MEC, Maria Luciana da Silva Nóbrega.  O evento, que aconteceu na Escola Municipal Antônio Lino de Sousa, foi divido em dois momentos: parte teórica e a prática.

Segundo Lucina a proposta da oficina é trazer a Educação Fiscal dentro do contexto dos temas contemporâneos transversais. “Como a proposta da base curricular é trabalhar a transversalidade dos currículos regulares com os temas contemporâneos, o objetivo de estar aqui é mostrar a Educação Fiscal dentro dessa proposta da transversalidade. Aproveitar o que os professores já fazem e inserir esse outro olhar, essa outra perspectiva de que, além da Educação Fiscal que eles já têm conhecimento, a oficina vai ajudá-los a entender o tema junto com os outros temas transversais e na proposta da transversalidade”, ressalta.

Além da parte prática, a técnica apresentou um referencial teórico do que vem sendo trabalhado pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC), sanou dúvidas dos professores com relação à elaboração de plano de aula, fazendo uso das habilidades e competências. “O objetivo aqui é fazer uma oficina prática e, com elaboração de plano de aula, trabalhar algumas propostas pedagógicas de forma transdisciplinar”, conclui Luciana.

Como atividade prática, os professores se reuniram em grupos e elaboraram um plano de aula dentro da temática, observando as orientações propostas pela técnica do MEC. Depois cada equipe apresentou na plenária como trabalhar o plano incluindo o tema Educação Fiscal

A Coordenadora Neuzelly Alves disse que a oficina é uma oportunidade para a vivência e troca de experiências. “A oficina nos aproxima da vivência do tema de Educação Fiscal e de como trabalhar na escola com nossos alunos, além de nos ajudar a planejar propostas voltadas para o conhecimento e habilidades propostas pela BNCC”, conclui.

Já a professora Marilene Barreira, destacou que embora ainda esteja se familiarizando com a nova proposta pedagógica, a oficina é uma oportunidade de ampliar os horizontes de conhecimentos. “Embora estarmos nos adaptando a nova temática e em fase de aprendizado, já temos uma noção de como elaborar um plano fazendo uso da temática. O novo sempre assusta, mas momentos com esse, faz com que a gente vá crescendo e ampliando nossos horizontes com relação a nova estrutura curricular,” explica.

Segundo a gestora da Escola Municipal Lenival C. Ferreira, o tema é muito relevante. “Temos que começar a informar os nossos alunos a boa prática de contribuição para nosso País, incentivar eles a pedirem a nota fiscal para que eles possam ver o retorno em benfeitoria que vai ser útil a nós cidadãos’, declara a gestora.

 

MARIA LUCIANA DA SILVA NOBREGA

É doutorada em Desenvolvimento Sustentável pela Universidade de Brasília, mestre em Desenvolvimento e Meio Ambiente, consultora do Ministério da Educação. Atualmente trabalha na coordenação geral de Educação Ambiental e temas transversais da Educação Básica. Também é professora adjunta da Universidade Federal do Vale do São Francisco.